quarta-feira, 21 de novembro de 2012

Cinzas e Neve (Ashes and Snow - 2005)


"Um elefante com sua tromba erguida é uma carta para as estrelas.
Uma baleia irrompendo é uma carta do fundo do mar.
Essas imagens são cartas para os meus sonhos.
Essas cartas são minhas cartas para você."

quinta-feira, 15 de novembro de 2012

Magic Mike (2012)


Magic Mike é o típico filme feito para pagar as contas de seu diretor. Depois de uma história apocalíptica em Contágio, um filme mais sério, chegou a hora de Soderbergh nos presentear com um de seus despretensiosos filmes. Magic Mike nos leva ao mundo dos strippers masculinos. Baseado na vida de Channig Tatum, somos apresentados a duas histórias cruzadas: enquanto Mike sente o peso do tempo chegando e quer sair do negócio para trabalhar em seus móveis personalizados, Adam é o novo membro do club que encontra no trabalho de stripper toda uma nova vida de prazeres. Assim, logo o filme assume duas linhas narrativas. A primeira é a divertida. Não podemos esquecer que Magic Mike é um filme de entretenimento e se concentra nos números de dança. Tatum é um ótimo dançarino e um ator sem expressões faciais, o que nos garante bons números de dança - embora não muito criativos - e insignificantes atuações. A segunda linha narrativa se concentra nos dramas de Mike e Adam. A estória deste último é muito forçada, com Soderbergh nos mostrando um mundo de drogas e violência no piloto automático. Já a  de Mike é melhor construída e nós podemos facilmente enxergar alguma profundidade na vida do stripper, como solidão e preconceitos, mas isso ainda soa artificial, principalmente porque esse contexto é cercado pelas constantes cenas de dança. A grande qualidade de Magic Mike está em Sodebergh nos mostrar um filme com sex appeal masculino no circuito Hollywoodiano. Nós somos naturalmente transportados para esse universo com a mesma facilidade que somos levados para milhões de filmes que exploram o sex appeal feminino no circuito comercial. Isso não faz de Magic Mike um ótimo filme, mas é muito importante. Destaque para Matthew McConaughey, o único ator de verdade no filme.